Apresentação – Alunos

Nossa aluna, Railde Barbosa Lima, nasceu na Bahia, no município de Jeremoabo.

Seus pais eram pessoas simples.

“Minha mãe era simples, mas muito inteligente: queria que eu estudasse. Sempre gostei de ler e escrever.
Mas quase não tive infância. Minha mãe faleceu quando eu tinha dez anos.
Fiquei cuidando da irmãzinha de um ano e meses, da casa, de meu pai…
Só com dezesseis anos vim para São Paulo.
Havia cursado o primário na Bahia; o ensino médio fiz em São Paulo.
Trabalhei aqui como vendedora e já me aposentei.
Tenho uma filha que cursou Administração, fez mestrado e doutorado e hoje trabalha no Ministério Público em Brasília.
Qualquer expressão de arte me encanta. Faço agora Canto Lírico na ECA.
Tenho amor pelo teatro. Trabalhei em mais de trinta peças, em diversos gêneros: comédia, drama, tragédia… e peças com proposta social, de protesto.
Fiz muitas disciplinas na USP. Quando entrei, a professora Elza Ajzenberg me recebeu na História da Arte com uma acolhida que não esqueço e que me permitiu continuar.
Cada turma de alunos é diferente da outra, umas são receptivas, outras nem tanto, mas vão se chegando aos poucos do aluno idoso.
Frequentar a Universidade de São Paulo é a ambição, o sonho maior que uma pessoa poderá construir a partir da juventude.
Para mim, foi aos 70 anos que encontrei o caminho de acesso.
O programa Universidade Aberta à Terceira Idade, que maravilha! Que bendita oportunidade!
Cheguei timidamente, não acreditando muito que eu pudesse ser aceita porque estava há muitos anos longe dos bancos escolares e só cursei o ensino médio.
Mas fui acolhida e aqui estou desde 2009 respirando o ar puro desta Cidade Universitária.”

Assim colhemos o depoimento de nossa aluna Railde, lição de coragem e de esperança.

As flores e frutas que ilustram o catálogo são do interior baiano, onde Railde passou a infância.

Ecléa Bosi