CINECIDADANIA 2ª Mostra do Núcleo dos Direitos

Discriminação. Homofobia. Racismo. Xenofobia. Desigualdade social. Violência sexual. Delinquência juvenil. Acesso à educação. Questões ainda sempre presentes no debate sobre a sociedade brasileira e que, como não poderia deixar de ser, frequentemente se refletem no cotidiano da USP, maior instituição de ensino do país. São, portanto, questões a respeito das quais a Universidade não pode deixar de se posicionar, sempre incentivando a reflexão e promovendo a mudança de paradigmas. O desejo de avançar no debate sobre estes e outros temas sociais ainda prementes, bem como sobre o papel da Universidade frente aos desafios que eles propõem, é o que move as ações do Núcleo dos Direitos e os eventos realizados para a comemoração de seus três anos de atividade – dentre os quais, esta mostra de cinema e a terceira edição de seu seminário anual.

Fundado em agosto de 2012, o Núcleo dos Direitos da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da Universidade de São Paulo congrega atualmente cinco programas de extensão – Aproxima-Ação, Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares, Novos Talentos da USP – Capital, Universidade Aberta à Terceira Idade, USP Diversidade e USP Legal – e tem como principal missão promover a cidadania e a cultura dos direitos fundamentais dentro da Universidade. Nesse sentido, o Seminário do Núcleo dos Direitos, realizado anualmente desde agosto de 2013, vem se consolidando como um como espaço democrático de debate sobre problemas de grande urgência para a Universidade e para a sociedade. Marcado para os dias 24 e 25 de agosto, o III Seminário se propõe este ano a discutir o tema “Universidade Responsável: Educação dos Direitos e a Construção da Cidadania”, buscando reforçar a importância de uma presença transversal da questão dos direitos humanos em todas as ações da Universidade. O evento contempla três mesas de discussão com pesquisadores, docentes, gestores, líderes sociais e ativistas, que devem refletir sobre o papel da Universidade frente às ameaças e violações de direitos que vêm se fazendo presentes no seu cotidiano e no do país, bem como sobre a transversalidade da diversidade e dos direitos nos seus programas de ensino e sobre o papel das atividades de extensão na defesa e promoção destes direitos. Antecipando algumas das questões que serão debatidas neste evento, a CINECIDADANIA – 2ª MOSTRA DO NÚCLEO DOS DIREITOS ocupa as salas de exibição do CINUSP Paulo Emílio na Cidade Universitária e no Centro Universitário Maria Antônia, entre os dias 7 e 23 de agosto, com uma programação de filmes nacionais e estrangeiros, documentais e de ficção, que abordam temas como diversidade sexual, racismo, violência contra mulheres, educação, relações de trabalho, desigualdade econômica, acessibilidade e inclusão social. A ideia da mostra é reunir filmes aclamados que aliem qualidade estética à discussão de temas urgentes que atravessam o âmbito de atuação dos diversos programas que hoje compõem o Núcleo dos Direitos e estarão em discussão no seu III Seminário.

É indiscutível que o cinema, ao colocar o espectador em contato com diferentes perspectivas da realidade e problemas sociais das mais diversas naturezas, age como um instrumento de grande valor na promoção da cidadania, da solidariedade e da reflexão. Reconhecendo esta importante função social da sétima arte, o CINUSP Paulo Emílio e o Núcleo dos Direitos estabeleceram desde sempre parcerias para a realização de mostras de cinema de temática vinculada aos programas do Núcleo, como a 1ª Mostra do Núcleo dos Direitos, realizada em agosto de 2013, as duas mostras sobre diversidade sexual, realizadas em 2012 e 2014, e a mostra sobre economia solidária realizada em 2014.

Assim, funcionando como preparação para as atividades do III Seminário do Núcleo dos Direitos, a mostra CINECIDANIA busca novamente atestar a pertinência dessa utilização do cinema como um instrumento de conscientização a respeito dos direitos fundamentais individuais e coletivos e das ameaças e violações que lhes são impostas cotidianamente. Para isso, a programação reúne obras cujas temáticas abrangem um grande leque de problemas sociais refletidos na vida da Universidade e nas atividades do Núcleo dos Direitos.

A integração à sociedade de pessoas com deficiências físicas, por exemplo, que move as ações do programa USP Legal, é o tema central de três filmes recentes e multipremiados: o polêmico ucraniano A Gangue, que conta apenas com a linguagem de sinais, inteiramente sem falas ou legendas, para narrar uma história repleta de sexo e violência; a comédia belga Hasta La Vista – Venha Como Você É, um road-movie sobre três rapazes com diferentes formas de deficiência em busca de sua iniciação sexual; e o surpreendente sucesso brasileiro protagonizado por um jovem cego, Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, que também discute homofobia – e será apresentado em uma sessão especial com áudio-descrição para deficientes auditivos no dia 20, às 16 horas.

A diversidade sexual e racial, promovida pelo programa USP Diversidade, perpassa ainda diversos outros filmes da programação, sob os mais diversos aspectos. A violência contra a mulher, por exemplo, cuja presença dentro da Universidade tem sido frequentemente denunciada, é revista sob a ótica de um grande sucesso dos anos 1980, Acusados, que discute um caso de estupro de forma contundente. Sob uma perspectiva histórica, o problema da homofobia é resgatado por um filme marcante do cinema britânico dos anos 1960, de profundo engajamento em questões sociais (Um Gosto de Mel), e por outra obra vinda da Inglaterra, mas bem mais recente – e ainda inédita no circuito exibidor comercial brasileiro – que reconta um episódio marcante do movimento gay daquele país (Pride). Interessante notar como em ambos os filmes a questão sexual se mescla a problemas trabalhistas e socioeconômicos, de modo que eles também possam ser vistos como vinculados às preocupações com a economia solidária que mobilizam a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares, outro programa do Núcleo dos Direitos – cujas diretrizes motivam também a inclusão na mostra do drama búlgaro A Lição e de uma sessão de pré-estreia do documentário brasileiro Jaci – Sete Pecados de Uma Obra Amazônica, sobre especulação imobiliária e seu impacto social, que será seguida por um debate entre seus realizadores e o público no dia 13 de agosto, às 19 horas.

Já em O Amor é Estranho, filme recente e premiado sobre um casal homoafetivo de septuagenários em dificuldades financeiras, a discussão da diversidade sexual é perpassada não só pela questão do dinheiro e da especulação imobiliária, como também por outras ligadas à maturidade e ao tratamento dispensado aos idosos em nossa sociedade – âmbito de atuação do programa Universidade Aberta à Terceira Idade, que também se faz presente no drama francês E Se Vivêssemos Todos Juntos?. Ampliando ainda mais o escopo de intersecções desse tipo, a produção brasileira Jardim das Folhas Sagradas discute questões socioeconômicas e diversidade sexual apenas como parte de um panorama que também traz à tona a tolerância religiosa e o racismo. E a discriminação racial, por sua vez, é o cerne do já clássico Faça a Coisa Certa, obra que revelou ao mundo o cineasta Spike Lee, e também do documentário A Negação do Brasil, que investiga os estereótipos frequentemente usados para retratar personagens negros nas telenovelas do país. Outro documentário de grande valor histórico sobre o racismo – e também sobre ensino superior e política – é Crise, que retrata sem intermediações a famosa celeuma desencadeada nos Estados Unidos em 1963 pela tentativa do então governador do Alabama de impedir a matrícula de dois jovens estudantes negros na universidade local.

Dois curtas-metragens produzidos dentro da USP trazem a reflexão sobre esses problemas de forma bastante concreta para o âmbito da Universidade, constituindo-se em bons pontos de partida para as discussões do III Seminário: USP 7%, que questiona o acesso ao ensino, o vestibular e as cotas, e Grêmio TreinamicroUma Experiência Sociocultural na USP, que nos apresenta a uma bem-sucedida iniciativa de inclusão digital do programa Aproxima-Ação do Núcleo dos Direitos – articulando uma integração entre Universidade, escola e comunidade que é buscada também pelo programa Novos Talentos da USP – Capital.

Nesse mesmo sentido, a importância da educação no combate à delinquência e na construção da cidadania, bem como a valorização dos profissionais de ensino, temas centrais para o III Seminário do Núcleo dos Direitos, fazem-se presentes também no já citado A Lição e em outros dois longas-metragens ainda inéditos no circuito comercial brasileiro: Temporário 12, que retrata de forma realista e envolvente o cotidiano de uma instituição para adolescentes problemáticos e, de forma bem mais direta, no documentário Torre de Marfim: A Crise Universitária Americana, verdadeiro inventário dos atuais desafios enfrentados pelo ensino superior não só nos Estados Unidos, mas em todo o mundo.

Com mais essa parceria, o CINUSP Paulo Emílio alinha-se ao Núcleo dos Direitos da USP em sua promoção da tolerância e de uma cultura de inclusão e justiça social no âmbito da Universidade. Não deixe, portanto, de assistir aos filmes, participar do Seminário e engajar-se na construção de uma Universidade e de uma sociedade mais justas, igualitárias e tolerantes. Mais informações sobre o Seminário Universidade Responsável: Educação dos Direitos e a Construção da Cidadania”, sua programação completa e o formulário para inscrição online podem ser encontrados no site: http://prceu.usp.br/nucleodosdireitos/seminario.

PROGRAMAÇÃO:

07/08 | sexta
MARIA ANTÔNIA
20h00 FAÇA A COISA CERTA

08/08 | sábado
MARIA ANTÔNIA
17h30 CRISE
20h00 E SE VIVÊSSEMOS TODOS JUNTOS?

09/08 | domingo
MARIA ANTÔNIA
17h30 UM GOSTO DE MEL
20h00 HASTA LA VISTA – VENHA COMO VOCÊ É

10/08 | segunda
CIDADE UNIVERSITÁRIA
16h00 ACUSADOS
19h00 A LIÇÃO | SESSÃO ESPECIAL DE ABERTURA COM A PRESENÇA DE MARIA ARMINDA DO NASCIMENTO ARRUDA, PRÓ-REITORA DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DA USP, E RUBENS BEÇAK, COORDENADOR DO NÚCLEO DOS DIREITOS DA PRCEU-USP

11/08 | terça
CIDADE UNIVERSITÁRIA
16h00 HASTA LA VISTA – VENHA COMO VOCÊ É
19h00 HOJE EU QUERO VOLTAR SOZINHO

12/08 | quarta
CIDADE UNIVERSITÁRIA
16h00 FAÇA A COISA CERTA
19h00 A GANGUE

13/08 | quinta
CIDADE UNIVERSITÁRIA
16h00 USP 7% | GRÊMIO TREINAMICRO
19h00 JACI – SETE PECADOS DE UMA OBRA AMAZÔNICA | SESSÃO ESPECIAL SEGUIDA DE DEBATE COM CARLOS JULIANO BARROS, CAIO CAVECHINI, ANA ARANHA E VERENA GLASS

14/08 | sexta
CIDADE UNIVERSITÁRIA
16h00 CRISE
19h00 PRIDE
MARIA ANTÔNIA
20h00 A NEGAÇÃO DO BRASIL

15/08 | sábado
MARIA ANTÔNIA
17h30 JARDIM DAS FOLHAS SAGRADAS
20h00 A GANGUE

16/08 | domingo
MARIA ANTÔNIA
17h30 TORRE DE MARFIM: A CRISE UNIVERSITÁRIA AMERICANA
20h00 TEMPORÁRIO12

17/08 | segunda
CIDADE UNIVERSITÁRIA
16h00 E SE VIVÊSSEMOS TODOS JUNTOS?
19h00 JARDIM DAS FOLHAS SAGRADAS

18/08 | terça
CIDADE UNIVERSITÁRIA
16h00 UM GOSTO DE MEL
19h00 TERRITÓRIO DO BRINCAR | SESSÃO ESPECIAL DO PROJETO CINEMA & CORPO

19/08 | quarta
CIDADE UNIVERSITÁRIA
16h00 A NEGAÇÃO DO BRASIL
19h00 O AMOR É ESTRANHO

20/08 | quinta CIDADE UNIVERSITÁRIA
16h00 HOJE EU QUERO VOLTAR SOZINHO | SESSÃO ESPECIAL COM AUDIODESCRIÇÃO
19h00 TORRE DE MARFIM: A CRISE UNIVERSITÁRIA AMERICANA

21/08 | sexta
CIDADE UNIVERSITÁRIA
16h00 A GANGUE
19h00 TEMPORÁRIO 12
MARIA ANTÔNIA
20h00 A LIÇÃO

22/08 | sábado
MARIA ANTÔNIA
17h30 ACUSADOS
20h00 PRIDE

23/08 | domingo
MARIA ANTÔNIA
17h30 USP 7% | GRÊMIO TREINAMICRO
20h00 O AMOR É ESTRANHO

FILMES:

Acusados (The Accused)
Estados Unidos, 1988, cor, DVD, 110’
direção: Jonathan Kaplan
elenco: Jodie Foster, Kelly McGillis, Bernie Coulson
sinopse: Após ser estuprada por três homens em um bar, uma mulher consegue a ajuda de uma advogada, que entra com um processo na justiça contra os agressores. O trabalho da advogada, no entanto, é dificultado pelo sistema penal, que considera as vítimas de estupro como suspeitas em seus próprios casos. Grande sucesso de bilheteria, o filme rendeu a Jodie Foster o Oscar de Melhor Atriz.

classificação indicativa: 16 anos
cid. universitária: 10.08 | segunda | 16h00
mariantônia: 22.08 |sábado | 17h30

O Amor é Estranho (Love Is Strange)
Brasil/Estados Unidos/França/Grécia, 2014, cor, blu-ray, 94’ direção: Ira Sachs
elenco: John Lithgow, Alfred Molina, Marisa Tomei
sinopse: Um casal homoafetivo está junto há quase 40 anos. Quando decidem oficializar legalmente a união, um dos parceiros é demitido da escola católica em que lecionava. Enfrentando a especulação imobiliária em meio aos problemas financeiros, eles são obrigados a se mudar para a casa de parentes e amigos.

classificação indicativa: 12 anos
cid. universitária: 19.08 | quarta | 19h00
mariantônia: 23.08 | domingo | 20h00

Crise (Crisis: Behind a Presidential Commitment)
Estados Unidos, 1963, p&b, DVD, 53’
direção: Robert Drew
sinopse: Em 1963, o então governador do Alabama, George Wallace, ameaçava obstruir pessoalmente a entrada de dois jovens estudantes negros na universidade local – colocando-se contra uma ordem judicial impetrada pelo irmão do presidente, então Secretário de Estado de Justiça, Robert Kennedy. A crise política resultante desse confronto é registrada no estilo documental que ficou conhecido como “cinema direto”, no qual não há narração, entrevistas ou qualquer outra intervenção visível dos realizadores.

classificação indicativa: 10 anos
cid. universitária: 14.08 | sexta | 16h00
mariantônia: 08.08 | sábado | 17h30

E Se Vivêssemos Todos Juntos? (Et Si on Vivait Tous Ensemble?)
Alemanha/França, 2012, cor, DVD, 96’
direção: Stéphane Robelin elenco: Jane Fonda, Geraldine Chaplin, Guy Bedos, Daniel Brühl
sinopse: Cinco amigos de longa data decidem morar juntos após a saúde de um deles começar a piorar. Mas a novidade acaba trazendo a reboque algumas antigas experiências, que irão provocar novas consequências na vida de cada um. Retrato original e bem-humorado da vida na terceira idade e dos destinos da geração que revolucionou os costumes nos anos 1960.

classificação indicativa: 12 anos
cid. universitária: 17.08 |segunda | 16h00
mariantônia: 08.08| sábado | 20h00

Faça a Coisa Certa (Do the Right Thing)
Estados Unidos, 1989, cor, digital, 120’
direção: Spike Lee
elenco: Spike Lee, Danny Aiello, Ossie Davis, John Turturro
sinopse: Em um bairro de Nova York onde a população é predominantemente negra, um ativista promove um boicote a uma pizzaria depois que o seu dono se recusa a trocar as fotos de ídolos brancos que tem nas paredes do local por fotos de ídolos negros. Indicado a quatro prêmios no Globo de Ouro, incluindo os de Melhor Filme e Melhor Diretor, e a dois Oscars (Melhor Roteiro Original e Melhor Ator Coadjuvante para Danny Aiello), esse contundente retrato sobre racismo, xenofobia e convivência revelou ao mundo o talento do cineasta Spike Lee.

classificação indicativa: 14 anos
cid. universitária: 12.08 | quarta | 16h00
mariantônia: 07.08 | sexta | 20h00

A Gangue (Plemya)
Ucrânia, 2014, cor, blu-ray, 132’
direção: Myroslav Slaboshpytskiy
elenco: Grigoriy Fesenko, Yana Novikova, Rosa Babiy
sinopse: Um jovem deficiente auditivo vai estudar num internato especializado que abriga secretamente uma rede de crime e prostituição entre seus estudantes, “a gangue”. Neste novo ambiente, ele é forçado a aceitar as duras regras do grupo e participa de vários assaltos, o que lhe garante o respeito dos colegas. Quando ele conhece Anna, uma das amantes do líder da gangue, acaba quebrando uma das regras veladas da tribo. Utilizando-se apenas da linguagem de sinais, sem qualquer verbalização ou legendas, este premiado e polêmico filme promove um autêntico mergulho no cotidiano dos deficientes auditivos e um retrato duro da delinquência juvenil. Vencedor de dezenas de prêmios internacionais, incluindo o Grande Prêmio da Crítica no Festival de Cannes.

classificação indicativa: 18 anos
cid. universitária: 12.08| quarta| 19h00 e 21.08| sexta | 16h00
mariantônia: 15.08 | sábado | 20h00

Um Gosto de Mel (A Taste of Honey)
Reino Unido, 1961, p&b, digital, 100’
direção: Tony Richardson
elenco: Rita Tushingham, Dora Bryan, Murray Melvin, Robert Stephens
sinopse: Clássico do realismo social britânico sobre uma jovem de família conturbada que se apaixona por um marinheiro negro que a abandona por conta do trabalho. Grávida e sem apoio familiar, a garota encontra seu porto seguro na amizade com um rapaz gay que estará ao lado dela nas horas mais difíceis. Abordando com crueza até então inédita questões sobre o papel da mulher, o racismo e a diversidade sexual, o filme conquistou os prêmios de Melhor Ator e Atriz no Festival de Cannes, além de quatro prêmios BAFTA, o “Oscar inglês”, incluindo o de Melhor Filme.

classificação indicativa: 14 anos
cid. universitária: 18.08 | terça | 16h00
mariantônia: 09.08 | domingo | 17h30

Grêmio Treinamicro – Uma Experiência Sociocultural na USP
Brasil, 2015, cor, DVD, 38’
direção: Marcelo Maccaferri
sinopse: Documentário que focaliza a fundação do Grêmio Treinamicro, resultado do vínculo de jovens participantes do Programa Avizinhar, que tinha como objetivo a revisão da relação da USP com o entorno da Cidade Universitária, oferecendo cursos informática, reforço de aulas e ações culturais e esportivas para as comunidades vizinhas – inciativa cuja continuidade tem sido mantida pelo programa Aproxima-Ação do Núcleo dos Direitos da USP.

classificação indicativa: 12 anos
cid. universitária: 13.08 | quinta | 16h00
mariantônia: 23.08 | domingo | 17h30

Hasta La Vista – Venha Como Você é (Hasta La Vista) Bélgica, 2011, cor, digital,115’
direção: Geoffrey Enthoven
elenco: Charlotte Timmers, Roos Van Vlaenderen, Robrecht Vanden Thoren
sinopse: Três jovens amigos com diferentes deficiências físicas descobrem um bordel na Espanha que é especializado em receber pessoas com problemas motores. Sob o pretexto de conhecer as vinícolas espanholas, eles partem em uma jornada para perder a virgindade. Premiado em diversos festivais internacionais, este road-movie oferece um retrato honesto e divertido da questão da acessibilidade.

classificação indicativa: 14 anos
cid. universitária: 11.08 | terça | 16h00
mariantônia: 09.08 | domingo| 20h00

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho
Brasil, 2014, cor, 96’ direção: Daniel Ribeiro
elenco: Guilherme Lobo, Fabio Audi, Tess Amorim, Selma Egrei
sinopse: Um adolescente cego tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando um aluno novo chega à sua escola, ele se vê às voltas com novos sentimentos, descobrindo mais sobre si mesmo e sua sexualidade. Vencedor de inúmeros prêmios em festivais internacionais, incluindo o Teddy Award no Festival de Berlim, concedido ao melhor filme de todo o festival com temática voltada à diversidade sexual.

classificação indicativa: 12 anos
cid. universitária: 11.08 | terça | 19h00 e 20.08| quinta | 16h00 (sessão especial com áudio-descrição)

Jaci – Sete Pecados de Uma Obra Amazônica
Brasil, 2014, cor, blu-ray, 102’
direção: Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros
sinopse: Partindo de relatos coletados durante quatro anos, este documentário aborta a construção da usina hidrelétrica de Jirau e seu impacto social sobre a vila de Jaci, em Rondônia. Com a grande demanda de trabalhadores para a obra, uma grande rebelião eclodiu em 2011, parando os trabalhos. Em seu retrato desse episódio, o filme discorre sobre questões ambientais, econômicas e sociais.

classificação indicativa: 12 anos
cid. universitária: 13.08 | quinta | 19h00 (sessão especial seguida de debate com os realizadores)

Jardim das Folhas Sagradas
Brasil, 2011, cor, 35mm/DVD, 90’
direção: Pola Ribeiro elenco: Antônio Godi, Aurístela Sá, Érico Braz, Sérgio Guedes
sinopse: Um bancário bem-sucedido, negro e bissexual, casado com uma mulher branca e de crença evangélica, vive na Salvador contemporânea e recebe a incumbência de montar um terreiro de candomblé no espaço urbano. Para isso, enfrentará a especulação imobiliária numa cidade de crescimento vertiginoso, o preconceito racial e a intolerância religiosa.

classificação indicativa: 14 anos
cid. universitária: 17.08| segta 19h00 (exibição em 35mm) mariantônia: 15.08 | sábado | 17h30 (exibição em DVD)

A Lição (Urok)
Bulgária/Grécia, 2014, cor, blu-ray, 105’ direção: Kristina Grozeva e Petar Valchanov
elenco: Margita Gosheva, Ivan Barnev, Ivan Savov
sinopse: Uma professora búlgara descobre que um dos seus alunos furtou uma pequena quantia de dinheiro de dentro de sua bolsa. Ela precisará descobrir quem foi para ensinar a diferença entre certo e errado, ao mesmo tempo em que toma medidas desesperadas para evitar a ruína financeira de sua família. Premiado drama moral que levanta importantes questões sobre ética, capitalismo, trabalho, educação e delinquência juvenil.

classificação indicativa: 12 anos
cid. universitária: 10.08 | segunda | 19h00 (sessão especial de abertura)
mariantônia: 21.08 | sextas | 20h00

A Negação do Brasil
Brasil, 2000, cor/p&b, DVD, 90’
direção: Joel Zito Araújo
sinopse: Documentário que investiga os estereótipos frequentemente utilizados para retratar personagens negros na televisão do Brasil, apontando a influência das telenovelas nos processos de identidade étnica dos afro-brasileiros e fazendo um manifesto pela incorporação positiva do negro nas imagens televisivas do país.

classificação indicativa: 14 anos
cid. universitária: 19.08 | quarta | 16h00
mariantônia: 14.08 | sexta | 20h00

Pride
França/Reino Unido, 2014, cor, digital, 119’
direção: Matthew Warchus
elenco: Bill Nighy, Imelda Staunton, Dominic West
sinopse: Em 1984, durante a marcha do Orgulho Gay, em Londres, um grupo de ativistas dos direitos LGBTT decide angariar dinheiro para apoiar as famílias dos mineiros em greve. Entretanto, o sindicato parece não querer aceitar este apoio, o que não desencoraja os ativistas, que decidem ir diretamente aos mineiros para entregar a doação pessoalmente. Retrato fiel de um momento histórico em que a luta pelos direitos da população LGBTT se interseccionou à luta sindical, o filme conquistou inúmeros prêmios e indicações ao redor do mundo, inclusive o “Queer Palm” (concedido ao melhor filme com temática gay) no Festival de Cannes e uma indicação ao Globo de Ouro como Melhor Filme de Comédia ou Musical.

classificação indicativa: 12 anos
cid. universitária: 14.08 | sexta | 19h00
mariantônia: 22.08 | sábado| 20h00

Temporário 12 (Short Term 12)
Estados Unidos, 2013, cor, digital, 96’
direção: Destin Cretton
elenco: Brie Larson, Frantz Turner, John Gallagher Jr. sinopse: Em um centro de acolhimento para adolescentes problemáticos, uma funcionária debate-se com os seus próprios fantasmas. Um dia, dá entrada na instituição uma jovem tão dotada quanto potencialmente violenta e, quase imediatamente, cria-se uma forte ligação entre elas. Honesto, divertido e tocante, o filme conquistou quase uma centena de honrarias, entre prêmios e indicações, em festivais internacionais de cinema.

classificação indicativa: 14 anos
cid. universitária: 21.08 | sexta | 19h00
mariantônia: 16.08 | domingo| 20h00

Torre de Marfim: A Crise Universitária Americana (Ivory Tower)
Estados Unidos, 2014, cor, digital, 90’
direção: Andrew Rossi
sinopse: Documentário que questiona o custo – e o valor – do ensino superior nos Estados Unidos, investigando instituições educacionais que vão desde Harvard até universidades públicas em crise financeira, revelando como as faculdades adotam um modelo de negócios que, frequentemente, prioriza a expansão em detrimento da qualidade do aprendizado.

classificação indicativa: 12 anos
cid. universitária: 20.08 | quinta | 19h00
mariantônia: 16.08 | domingo | 17h30

USP 7%
Brasil, 2015, cor, digital, 25’
direção: Bruno Bocchini e Daniel Mello
sinopse: Curta-metragem documental que mostra a mobilização em favor da implantação das cotas raciais na Universidade de São Paulo. Quatro relatos apresentam a luta contra o racismo estrutural por diferentes pontos de vista e através das gerações. As histórias são complementadas por uma narrativa visual que explicita como o preconceito está presente em todas as relações da sociedade brasileira.

classificação indicativa: 12 anos
cid. universitária: 13.08 | quinta | 16h00
mariantônia: 23.08| domingo | 17h30  

Por Cinema da Usp

CINECIDADANIA 2ª Mostra do Núcleo dos Direitos

Notícias relacionadas