Série de encontros discute a dimensão política das tecnologias na atualidade

Eventos mensais gratuitos abordam tecnologias, política e uso social da informação

 

Por Sandra Lima (atualizada no dia 31/07/2019)

 

Dando continuidade ao programa Politizar as tecnologias, o Centro Universitário Maria Antonia da USP apresenta mais uma série de encontros gratuitos e abertos ao público nos meses de março, abril e maio, sempre às quartas-feiras, às 19 horas.

 

O objetivo é explicar a dimensão política das tecnologias na atualidade com diferentes convidados para debater o papel da informação e do conhecimento. Para participar não é necessário efetuar inscrição.

 

Confira a programação:

 

Data: 20 de março (quarta-feira), às 19 horas

Tema: Proteção de Dados Pessoais e Democracia

Responsável: Flávia Lefèvre

 

Sobre a palestrante

Flávia Lefèvre é advogada especializada em direito do consumidor, telecomunicações e direitos digitais. É integrante da Coalizão Direitos na Rede e consultora associada do Instituto Nupef (Núcleo de Pesquisas, Estudos e Formação). Foi representante das entidades de defesa do consumidor no Conselho Consultivo da Anatel de fevereiro de 2006 a fevereiro de 2009 e recentemente eleita para representar o 3º Setor no Comitê Gestor da Internet no Brasil (2014 a 2020).

 

Data: 24 de abril (quarta-feira), às 19 horas

Tema: A internet e a evolução dos padrões de rastreamento e vigilância

O objetivo é apresentar a evolução da internet e as influências econômicas e políticas de governos que influenciaram seus padrões e culminaram em um ambiente de rastreamento e vigilância distribuída

Responsável: Rodolfo Avelino

 

Sobre o palestrante

Entusiasta do Software Livre, Rodolfo Avelino é doutorando na UFABC no programa de Ciências Humanas e Sociais. Possui mais 25 anos de experiência na área de Tecnologia da Informação e Comunicação liderando projetos de Segurança da Informação e infraestrutura. É pesquisador do Laboratório de Tecnologias Livres (LABLIVRE-UFABC).

 

Data: 8 de maio (quarta-feira), às 19 horas

Tema: Tor Project e o futuro da vigilância na Internet

Responsável: Gustavo Gus

 

Sobre o palestrante

Gustavo Gus integra a equipe do Tor Project, e trabalha como contato da comunidade do hemisfério sul. Também aplica treinamentos e é organizador do CryptoRave, evento que congrega atividades sobre segurança, criptografia, hacking, anonimato, privacidade e liberdade na rede.

 

Data: 12 de junho (quarta-feira), às 19 horas

Tema: Internet, privacidade e o mercado de dados

Responsável: Joyce de Souza

 

Sobre o palestrante
Doutoranda e mestre em Ciências Humanas e Sociais na Universidade Federal do ABC. Especialista em Comunicação Digital pela Escola de Comunicação e Artes (ECA) da USP. Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Dedica-se aos estudos das relações entre comunicação e tecnologia, controle e privacidade e práticas colaborativas na Internet.

 

Data: 31 de julho (quarta-feira), às 19 horas

Tema: Tecnopolítica e Contracultura: um breve passeio por autonomistas, altermundistas, hackers e outros rebeldes

Se nos anos 1990, com o casamento do digital com a internet, enxergávamos enormes possibilidades de libertação (da informação de grandes grupos midiáticos, de liberdade de falar o que bem quiser, de criar tecnologias e mundos novos), hoje parece que estamos a lidar com consequências nefastas, representadas em uma palavra na moda nestes tempos: distopia.

Nos descuidamos – ou não conseguimos? – prestar atenção na ascensão de plataformas globais de tecnologia, que por sua vez construíram bolhas de informação que confirmam pontos de vista, espalham mentiras e criam realidades alternativas que em muitos casos não há informação comprovada que consiga mudar. Como podemos compreender o contexto tecnopolítico hoje? Que caminhos podemos apontar para discutirmos e transformarmos a política que sempre está junto na construção de tecnologias?

Responsável : Leonardo Foletto

 

Sobre o palestrante

Leonardo Foletto é jornalista, pesquisador e professor. Doutor em comunicação pela UFRGS, trabalha há 11 anos com cultura livre, tecnopolítica e ciberativismo. Edita o BaixaCultura (http://baixacultura.org/), integra o coletivo de direitos digitais CCD POA (http://ccdpoa.com.br/) e dá aula de cultura hacker e comunicação na PUCRS e UCS.

 

Data: 29 de agosto (quinta-feira), às 19 horas

Tema: Tecnopolíticas do comum: infraestruturas para o autogoverno

Responsável: Henrique Parra

Sobre o palestrante
Professor da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), se dedica a investigar as dinâmicas de produção colaborativa de conhecimentos (ciência cidadã, ciência aberta) e as novas configurações da política no contexto de crescente mediação das tecnologias digitais de comunicação. Coordena o Laboratório de Tecnologia, Política e Conhecimento (Pimentalab).

 

Data: 30 de outubro (quarta-feira), às 19 horas

Tema: O comum, tecnologias digitais e outras contradições

Responsável: Bianca Santana

Sobre a palestrante
Doutoranda em Ciência da Informação na Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, é mestra em Educação pela  USP, onde pesquisou os usos das Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação de Jovens e Adultos (EJA). É colunista da revista Cult e professora da Faculdade Cásper Líbero.

 

Serviço

 

Programa Politizar as tecnologias

Onde | Centro Universitário Maria Antonia – Edifício Rui Barbosa – Sala Carlos Reichenbach

Rua Maria Antonia, 294 – Vila Buarque – São Paulo, SP (próximo às estações Higienópolis e Santa Cecília do metrô)

Quando | quartas-feiras, às 19 horas

 

20 de março: Proteção de Dados Pessoais e Democracia, com Flávia Lefèvre

24 de abril: A internet e a evolução dos padrões de rastreamento e vigilância, comRodolfo Avelino

8 de maio: Tor Project e o futuro da vigilância na Internet, com Gustavo Gus

12 de junho: Internet, privacidade e o mercado de dados, com Joyce de Souza

31 de julho: Tecnopolítica e Contracultura: um breve passeio por autonomistas, altermundistas, hackers e outros rebeldes, com Leonardo Foletto

29 de agosto: Tecnopolíticas do comum: infraestruturas para o autogoverno, com Henrique Parra

30 de outubro: O comum, tecnologias digitais e outras contradições, com Bianca Santana

 

 

Quanto | Grátis

Por Centro Universitário Maria Antonia

Série de encontros discute a dimensão política das tecnologias na atualidade
  • Centro Universitário Maria Antonia
    • Quarta
    • Das 19:00 às 21:00
    • Rua Maria Antonia, 294
    • São Paulo - SP
    • CEP: 01222-010
    • tel: (11) 3123-5202
    • e-mail: imprensama@usp.br