Metrópole e cultura: São Paulo no meio do século XX

No dia 16 de setembro, às 16h30, o Centro Universitário Maria Antonia inaugura a série de palestras Ensaios Abertos com a professora Maria Arminda do Nascimento Arruda e mediação de Ferdinando Martins.

A palestra de abertura da série, Metrópole e cultura: São Paulo no meio do século XX, aborda os marcos culturais paulistanos na década de 1950-1960, período no qual a Faculdade de Filosofia da USP funcionava nas atuais instalações do Maria Antonia.

A compreensão aprofundada daquele cenário de grandes transformações na esfera cultural da cidade que ia se tornando a maior do País (com a Bienal Internacional de São Paulo, a Companhia Cinematográfica Vera Cruz, o Teatro Brasileiro de Comédia e, mais tarde, o Teatro Arena, a TV Tupi, entre muitas outras iniciativas) oferece subsídios para pensar tanto os desdobramentos daquelas mudanças que chegam até os dias de hoje, como para refletir sobre as novas instituições e atores sociais envolvidos nas questões e impasses da atualidade.

Maria Arminda do Nascimento Arruda é doutora em Sociologia pela FFLCH-USP, Pró-Reitora de Cultura e Extensão Universitária na USP e autora dos livros A embalagem do sistema: a publicidade no capitalismo brasileiro (2004) e Metrópole e cultura: São Paulo no meio do século XX (2001), publicados pela EDUSC.

Ferdinando Martins é doutor pela ECA-USP, diretor do TUSP e atualmente desenvolve a pesquisa Corpo, gênero e sexualidade no teatro brasileiro: da repressão à cena contemporânea (1970-2010).

ENTRADA FRANCA

Img_Palestra_Abertura_Ensaios

Por Centro Universitário Maria Antonia

Metrópole e cultura: São Paulo no meio do século XX
  • Centro Universitário Maria Antonia USP
    • rua maria antonia 294 | vila buarque
    • São Paulo - SP
    • CEP: 01222-010
    • tel: 11 3123-5200