Teatro da USP e Cia. Livre lançam 4º volume do periódico Caderno Livre – NÓZ

O TUSP e a Cia. Livre lançam no próximo dia 10 de novembro, às 20h, no Teatro da USP, o quarto volume da publicação CADERNO LIVRE – NÓZ. A obra traz o registro do processo de criação do espetáculo Maria que virou Jonas, ou a força da imaginação. No lançamento a Cia Livre promoverá uma roda de conversa sobre corpo, sexualidade e políticas de identidade no teatro e um show com as músicas da peça. A entrada e a distribuição do livro é gratuita.

imagem-tusp-cia-livre-lancamento

A obra CADERNO LIVRE – NÓZ – Maria que virou Jonas ou a força da imaginação é um registro do processo de criação do mais recente espetáculo da Cia. Livre (em circulação), com Edgar Castro e Lucia Romano no elenco e Cibele Forjaz na direção. A publicação trata da criação da dramaturgia, assinada por Cássio Pires, e sua encenação pelo grupo de São Paulo, aprofundando temas do espetáculo, entre eles, as flutuações de identidade e as mutações do corpo.

A roda de conversa será composta pelo dramaturgo Cássio Pires, Cibele Forjaz (Professora Doutora da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e diretora), Edgar Castro  (ator e diretor), Ferdinando Martins (Professor Doutor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e diretor do Teatro da USP) e Lucia Romano (atriz e Professora Doutora do Instituto de Artes da UNESP). Também será apresentado um “show expresso”, com os atores cantando músicas da peça, acompanhados por Pepê Mata Machado. O evento é voltado para interessados em teatro, filosofia, estudos de gênero, políticas de identidade, sexualidade e estudos de processo. Após a mesa e a apresentação ao vivo, os artistas farão a assinatura dos volumes.

O CADERNO LIVRE  NÓZ  Maria que virou Jonas ou a força da imaginação é fruto de uma parceira entre o TUSP/Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da USP e a Cia. Livre e contou com apoio da 24ª edição da Lei de Fomento ao Teatro da Cidade de São Paulo. A organização é de Lucia Romano.

O periódico está centrado na elaboração do texto dramático, questão examinada a partir de escritos de naturezas diversas, entre artigos, ensaios críticos e entrevistas. O exame do material disparador do processo – a fonte literária e o universo temático – é amparado por ensaios de Miriam Chnaidermann e Rodrigo Ribeiro Barreto. O contexto de criação, percorrendo o caminho de gestação da dramaturgia e sua transformação na cena, está apresentado em entrevista com os integrantes da Companhia Livre; complementada por textos ensaísticos sobre a relação entre dramaturgias textual e da cena, de autoria de Robson Breno e Luiz Eduardo Frin. Trechos de textos criados por dramaturgos colaboradores (Gabriela Amaral de Almeida, Solange Dias e Silvia Gomez) mostram como aquilo que não é encenado também é parte de uma obra teatral. Por fim, a dramaturgia inédita do espetáculo, assinada por Cássio Pires, registra a “peça” propriamente dita.

O CADERNO LIVRE – NÓZ – Maria que virou Jonas ou a força da imaginação é o quarto volume da coleção iniciada em 2009 e produzida pela Cia Livre de Teatro a fim de registrar a experiência de suas pesquisas e montagens, projeta-se como uma continuidade da própria obra teatral. O primeiro volume da coleção traz o texto do espetáculo VEM VAI, O Caminho dos Mortos, escrito por Newton Moreno em parceria com a Cia Livre, além da cartografia do processo e fortuna crítica. O segundo volume reúne  o texto da montagem de Raptada Pelo Raio, de autoria de Pedro Cesarino em parceria com a Cia Livre, e apontamentos sobre o encontro entre teatro e ritual, cartografia do processo e fortuna crítica. O terceiro volume desenha o percurso do grupo de 2000 a 2011, estabelecendo diálogos entre a Cia Livre e a história do teatro de grupo em São Paulo na década de 1990 e início de 2000.

A publicação é mais uma etapa do projeto Do Mato ao Asfalto: Invenções Cênicas da Cia Livre sobre Subjetividades Móveis, Corpos em Transformação e a Cidade de São Paulo, iniciado em abril de 2014 e fomentado pela 24a edição da Lei de Fomento da Cidade de São Paulo. Diversamente dos volumes anteriores da coleção, o enfoque na gênese do texto dramático destaca uma característica desse processo em particular, que buscou renovar a forma “colaborativa” que vinha sendo praticada pelo grupo paulistano. No aspecto do processo criativo em si, a publicação expõe como se dá, a partir de um tema, a relação entre dramaturgia, encenação e atuação.

A obra evidencia ainda questões fundamentais que concernem à tradução cênica de um tema complexo, como é o das políticas de identidade no mundo contemporâneo. Mergulhado no calor da experiência criativa, o livro espelha a procura do grupo por uma tradução da história de Marie-Germain, narrada pelo filósofo Michel de Montaigne, que deu origem ao espetáculo. O entrecruzamento ali colocado entre ideologia, realidade e imaginação foi trazido para a realidade brasileira de 2015, convocando ao debate ativistas, artistas e pesquisadores que reverberaram enfoques atuais para as definições de corporeidade, subjetivação, a dupla binária homem-mulher e as relações regidas pelas normas heterossexuais de gênero.

Desse modo, o CADERNO LIVRE – NÓZ – Maria que virou Jonas ou a força da imaginação permite à Cia Livre elaborar de maneira retrospectiva suas invenções em torno do procedimento de criação em grupo e, ao mesmo tempo, estabelecer outros parâmetros de discussão para a relação entre tema, texto e cena no teatro contemporâneo brasileiro.

Lista completa de autores: Arthur Abe; Gabriela A. Almeida; Rodrigo R. Barreto; Cacá Bernardes; Lucas Brandão; Robson B. O. Carvalho; Edgar Castro; Miriam Chnaiderman; Solange Dias; Luciene Favoreto; Luiz E. Frin; Silvia Gomez; Rogério Marcondes; Cássio Pires; Lúcia R. V. Romano; Laura Salerno; Cibele Forjaz Simões.

Serviço

Caderno Livre – NÓZ
Maria que virou Jonas, ou A Força da Imaginação
10 de novembro de 2015
Terça-feira, 20h.
Onde | Teatro da USP | Rua Maria Antônia, 294, Consolação – São Paulo. (Metrô Santa Cecília)
Tel. 11 3123-5233 | Site www.usp.br/tusp | Facebook www.facebook.com/teatrodauspoficial
Twitter www.twitter.com/tusp_online
Capacidade | 98 lugares
A entrada e a distribuição dos livros e do CD é gratuita.
Os ingressos serão distribuídos com 1 hora de antecedência.

Por Teatro da Universidade de São Paulo

Lançamento Caderno Livre - NÓZ
  • Teatro da USP
    • Terça
    • Das 20:00 às 22:00