USP e Unaids promovem curso gratuito de capacitação em testes rápidos para diagnósticos de HIV, sífilis e hepatites virais

Buscando reforçar o alcance da extensão universitária em ações diretamente ligadas ao ensino e a pesquisa, foi realizado nos dias 8 e 9 de agosto, em São Paulo, o curso USP Diversidade e Capacitação para Testes Rápidos para Diagnóstico HIV, Sífilis e Hepatites Virais.

Resultado de parceria entre a UNAIDS e a Universidade de São Paulo, por meio do Programa USP Diversidade da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, a atividade foi voltada ao público que atua na área de saúde e contou ainda com a participação do Centro de Referência e Treinamento DST/AIDS, da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, e promoveu a qualificação de estudantes e profissionais no uso de tecnologias disponíveis para a realização de testes rápidos para detecção de infecção viral.

Buscando o fortalecimento da prevenção a essas infecções virais, a atividade trabalhou com o conceito de agentes multiplicadores junto aos cursistas para alcançar um efetivo impacto social, incluindo também o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas.

O Curso de Capacitação foi realizado primeiramente em São Paulo, iniciando uma série com novas edições nos demais municípios onde a USP tem campi, sendo os próximos em Ribeirão Preto, em setembro, e Bauru em outubro.

Participaram da capacitação 18 profissionais da saúde, atuantes da rede pública de atenção à saúde municipal, estadual, da Fundação Internacional AHF (Aids Healthcare Foundation) e da Universidade de São Paulo, em um público composto por enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêuticos, odontólogos, entre outros. São profissionais oriundos das Unidades de atendimento à saúde da Universidade de São Paulo, do município de São Paulo e do estado de São Paulo, como Unidades Básicas de Atendimento a Saúde da USP (UBAS-USP), Hospital Universitário da USP, Serviço Atendimento Especializado de São Paulo (SAE), Centro de Referencia e Treinamento de São Paulo (CRT/DST/aids), Centro de Referência em DST / AIDS, Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), Aids Healthcare Foundation (AHF) no Brasil.

Para a coordenadora do programa USP Diversidade, Ana Paula Morais Fernandes, o curso permitiu que profissionais atuantes na prevenção das IST/aids de diversos serviços de saúde, públicos municipais e estaduais ou fundações internacionais, pudessem ser habilitados para fazer o laudo de diagnóstico e compartilhar suas experiências e vivencias no atendimento à população vulnerável. Ana Paula, que é professora da Escola de Enfermagem da USP de Ribeirão Preto, ressalta: “A capacitação promoveu aprofundamento sobre temas essenciais como acolhimento pré e pós testagem e aspectos éticos para a realização da testagem em diversos contextos. Certamente o curso tem o potencial de fortalecer os esforços para alcance das metas de redução da epidemia que nosso pais esta vivendo. O ministério da saúde calcula crescimento de 2.000% nos casos de sífilis nos últimos anos. As hepatites virais também configuram-se como grandes desafios na saúde, com cerca de 657 mil indivíduos com viremia ativa e possíveis transmissores de hepatite C no Brasil. Já para hepatite do tipo B, a soroprevalência é ainda maior. Para o HIV, o maior numero de casos está entre homens que fazem sexo com homens (HSH)”.

Por Comunicação Institucional - PRCEU

USP e Unaids promovem curso gratuito de capacitação em testes rápidos para diagnósticos de HIV, sífilis e hepatites virais
  • Classificação: Livre