Trotes são atividades que tradicionalmente marcavam a passagem de um jovem para o mundo universitário, quando o acesso à universidade era algo exclusivo das classes privilegiadas. Estes eventos poderiam incluir formas mais ou menos sutis de humilhar calouros diante dos veteranos, promovendo hierarquias entre os alunos. Isso era antes visto como um ritual sem maiores consequências, mas sua permanência tem mostrado que o trote pode ser preconceituoso, humilhante, agressivo, e violento. O que era aceitável no passado, hoje já não é mais.

Por isso, dizemos que as universidades não precisam mais desses trotes, mas de recepções que facilitem a integração de calouros e calouras, permitam a confraternização e a passagem da experiência dos veteranos/as aos calouros/as.

Não podemos mais aceitar eventos em que a humilhação de uns é a diversão de outros.

Nenhum/a calouro/a precisa ou deve participar de alguma atividade que o/a coloque em situação de humilhação, constrangimento ou coação. Se você se sentir humilhado/a ou agredido/a, pode denunciar através do site da ouvidoria, inclusive de forma anônima. (http://sites.usp.br/ouvidoria/)

O que é interessante fazer na integração de calouro/as?

  • festas e confraternizações
  • “trote” solidário ou cultural
  • aulas e oficinas
  • passeios e reconhecimentos pelo campus
  • trabalho voluntário
  • brincadeiras que façam as pessoas se conhecer

O que é NÃO é interessante? O que pode ser considerado CRIME nos eventos?

  • forçar alguém a consumir bebidas alcoólicas, ou uma droga lícita ou ilícita, ou forçar as pessoas a comer ou beber coisas que elas não gostariam
  • agressões físicas ou psicológicas (xingamentos, humilhações)
  • coagir uma pessoa a fazer algo que ela não quer, inclusive cenas que podem ser vistas como “piadas”
  • fazer piada com algum aspecto da outra pessoa
  • forçar a barra ou desrespeitar o corpo alheio
  • forçar alguém a participar de brincadeiras sexuais
  • forçar uma pessoa a tirar a roupa

A universidade pode punir administrativamente (inclusive com a expulsão de alunos) casos de discriminação ou agressão baseadas em gênero, orientação sexual, raça/cor, etnia, entre outros preconceitos contra minorias.

O problema dos estupros:

Qualquer relação sexual SEM o consentimento das pessoas é crime de estupro, e deve ser denunciada nas delegacias. Mesmo que a outra pessoa esteja bêbada e tenha dado sinais anteriores de ter interesse sexual, se ela não puder participar e consentir ATIVAMENTE, não abuse do corpo do um/a colega. Isso é crime!  Sexo só com consentimento.

VEJA TAMBÉM

Por Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária