Adotado por casal gay, menino de 11 anos escreve redação sobre ser ‘a criança mais feliz do mundo’