Sarau Literário


Sarau Literário

O âmago da categoria Texto do concurso Nascente USP é o Sarau Literário. Trata-se da oportunidade oferecida a todos os inscritos de apresentar a sua produção escrita, independente de ser finalista. O evento propõe à plateia e aos alunos a experiência de fruição artística.

No palco, através do olhar do artista, é oferecido ao público o cenário que será construído ao longo da declamação por meio de palavras, entonação e gesticulação. Em outras palavras, o sarau possibilita ver o que o escritor vê, sentir o que ele sente, em uma performance indelével de emoções, palavra a palavra. O clímax se dá quando a linguagem não-verbal transcende a linguagem verbal, daí vêm o riso, o choro, a crítica e o aplauso.

Sarau literário Nascente 2016 – Saguão do Centro de Difusão Internacional da USP

Declamações do Sarau Literário já superaram expectativas. Em algumas edições os artistas foram revelados no instante do evento. Ademais, deixar o microfone aberto para falar sobre o processo de criação da obra tornou-se uma possibilidade de quebrar o “gelo” e motivar o autor ou autora na interpretação de sua obra.

Edições anteriores do Sarau Literário Nascente USP ocorreram na Casa de Dona Yayá e no Centro de Difusão Internacional da USP. Recentemente o evento aconteceu no palco da Biblioteca Guita e José Mindlin – BBM.

Sarau Literário Nascente 2011 -Casa de Dona Yayá – CPC USP

Declamar poesia ou prosa não é uma tarefa trivial, por isso o exercício de declamação proposto pelo Sarau Literário pode vir a ser a oportunidade de aprimoramento da palavra, de apresentação performativa e, quando possível, da transcendência do texto escrito.

Eda Nagayama – Vencedora da categoria literária do Nascente em 2010 e que publicou seu livro Desgarrados pela Editora Cosac Naify.
Jeferson Santiago de França – Vencedor da categoria literária do Nascente em 2018