• A+
  • A-
Cerrar

A REPÚBLICA PORTUGUESA – 100 ANOS

Dante Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária - 10/10/2010

Simpósio Internacional «A República Portuguesa – 100 anos» 8, 9 e 10 de novembro de 2010

O presente Simpósio tem por objetivo realizar uma reflexão a respeito do centenário da República portuguesa (1910-2010) tendo em vista suas transformações históricas, sociais, políticas e culturais. Trata-se de um evento de natureza acadêmica que procurará compreender as proximidades e distanciamentos, as semelhanças e diferenças de Portugal para com o Brasil, sua mais importante colônia e capital do Império durante breve período do século XIX. Mesmo após a ruptura ocorrida em 1822, Portugal e Brasil mantiveram laços de proximidade bastante significativos. Acontecimentos ocorridos em Portugal imediatamente repercutiam no Brasil e vice-versa. Por exemplo, o movimento republicano no Brasil foi notícia em Portugal e instrumento vitalizador da luta contra a monarquia lusitana. O regime do Estado Novo implantado em Portugal em 1933 ganhou seu homônimo brasileiro quatro anos depois. Mais recentemente, a canção popular de um e de outro país dialogaram em circunstância de combate contra as suas respectivas ditaduras. Exemplos, portanto, não faltam para evidenciar os laços mantidos entre Portugal e Brasil mesmo após a separação formal. Assim, sem perder o rigor acadêmico próprio da pesquisa universitária, o Simpósio Internacional A República Portuguesa – 100 anos demonstrará a vitalidade da Universidade e seu compromisso com os temas do passado e do presente.

Realização: Cátedra Jaime Cortesão/USP
Organização: Vera Ferlini (USP), Francisco Carlos Palomanes Martinho (USP)

8 de novembro

LOCAL: ANFITEATRO DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA DA USP

9H30 | Abertura

10H | Mesa 1:
História e Instituições: sobre continuidades e descontinuidades
Coordenadora: Vera Felini (USP)
António Costa Pinto (ICS Universidade de Lisboa)
Renato Lessa (Universidade Federal Fluminense)
Joaquim Romero de Magalhães (Universidade de Coimbra)
José Jobson de Andrade Arruda (USP/UNICAMP)

14H30 | Mesa 2:
História e Intelectuais: a República pensada
Coordenador: Francisco C. Palomanes Martinho (USP)
Maria Helena Rolim Capelato – Universidade de São Paulo
Gisele Venâncio – Universidade Federal Fluminense
Adriano de Freixo – Universidade Federal Fluminense

17H30 | Mesa 3:
A República das Letras: Literatura e Cultura cruzando o Atlântico
Coordenador: António Costa Pinto (ICS Universidade de Lisboa)
Gilda Santos – Universidade Federal do Rio de Janeiro
Aníbal Bragança – Universidade Federal Fluminense
Lúcia Guimarães – Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Emerson Inácio – Universidade de São Paulo

9 de novembro

LOCAL: AUDITÓRIO DO ENGENHO SÃO JORGE DOS ERASMOS – SANTOS

11H | Mesa 4:
A República Exilada: Portugueses no Brasil; Brasileiros em Portugal
Coordenadora: Ana Lucia Nemi (UNIFESP)
Américo Freire (Centro de Pesquisa e Documentação Contemporânea da Fundação Getúlio Vargas)
Douglas Mansur da Silva (Universidade de Campinas)
Denise Rollemberg (Universidade Federal Fluminense)

15H30 Mesa 5:
História e Memória: sobre as ideias de República
Coordenador: Joaquim A. Romero de Magalhães (Universidade de Coimbra)
Ana Luiza Martins (Universidade de São Paulo)
Ana Lucia Nemi (UNIFESP)
Francisco Carlos Palomanes Martinho (Universidade de São Paulo)

10 de novembro

LOCAL: ANFITEATRO DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA USP

10H | Mesa 6:
A Historiografia na República: as representações do passado na historiografia contemporânea
Coordenadora:  Márcia Berbel (Universidade de São Paulo)
Íris Kantor (Universidade de São Paulo)
Nuno Monteiro (ICS Universidade de Lisboa)
Ana Paula Megiani (Universidade de São Paulo)

14H30 | Mesa 7:
Nação, identidade e relações luso-brasileiras
Coordenador: Nuno Monteiro (ICS Universidade de Lisboa)
Estevão Chaves de Rezende Martins (Universidade de Brasília)
Caio  Boschi (PUC/MG)
Rubem Barboza Filho (Universidade Federal de Juiz de Fora)

17H | Encerramento

A REPÚBLICA PORTUGUESA – 100 ANOS
    Não há Comentários :(
    Os comentários estão fechados.