Casa de Dona Yayá lança livro sobre habitação, gênero e cultura material

Domesticidade, Gênero e Cultura Material é o novo título da série Estudos CPC, gerado a partir de seminário promovido com especialistas em 2014

O Centro de Preservação Cultural da USP (CPC), mais conhecido como a Casa de Dona Yayá, lançou no dia 9 de maio o livro Domesticidade, Gênero e Cultura Material. Organizado por Flávia Brito do Nascimento, Joana Mello de Carvalho e Silva, José Tavares Correia de Lira e Silvana Barbosa Rubino, a publicação de 432 páginas reúne vários autores que discorrem sobre o habitar e a domesticidade, especialmente, as questões de gênero relacionadas com o espaço doméstico e a cultura material. A edição é o quinto volume da série Estudos CPC, foi publicada em parceria com a Editora da Universidade de São Paulo (EDUSP) e está a venda nas livrarias físicas e na loja virtual da editora pelo link www.edusp.com.br.

O espaço da domesticidade é baseado no conceito de habitação como artefato de cultura, e assim, o livro tem como objetivo aprofundar o diálogo entre a arquitetura, as ciências sociais e a história, de forma a relacionar as permanências e as transformações nos modos de morar com os processos técnicos, estéticos, espaciais, morais, sociais, econômicos e políticos mais amplos.

A proposta desta publicação foi retomar o debate aberto pelo seminário Domesticidade, Gênero e Materialidade, realizado pelo CPC em 2014, que comprovou a diversidade de leituras, significados e questões que o espaço doméstico permite elaborar a partir da  problematização da moradia.  O livro traz, assim,  uma contribuição importante para os estudos, ainda escassos, sobre o habitar e a domesticidade, reforçando a ampliação do conceito de patrimônio cultural e o olhar atento para as manifestações presentes no cotidiano.

Serviço

livro Domesticidade, Gênero e Cultura Material

Onde comprar | Livrarias físicas e na loja virtual da EDUSP – www.edusp.com.br

Por Centro de Preservação Cultural

livro Domesticidade, Gênero e Cultura Material