• A+
  • A-
Fechar
Atlas interativo dos viajantes no Brasil amplia acervo e diversidade de olhares com o mapeamento de dez novos viajantes

Atlas interativo dos viajantes no Brasil amplia acervo e diversidade de olhares com o mapeamento de dez novos viajantes

Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin - 15/06/2021

Segunda fase do projeto Atlas dos viajantes no Brasil divulga viagens do modernista Mário de Andrade, do ex-presidente dos EUA Theodore Roosevelt, da naturalista alemã Teresa da Baviera, do engenheiro afro-brasileiro Teodoro Sampaio e outros

Tela do Atlas dos Viajantes do Brasil

Tela do Atlas dos Viajantes do Brasil

A partir de 29 de junho de 2021 o Atlas dos viajantes no Brasil colocará à disposição do público, gratuitamente, dez novos viajantes em sua plataforma. O Atlas é uma ferramenta interativa disponibilizada pela Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) da USP que usa uma base cartográfica digital para organizar, relacionar e divulgar relatos de viagens pelo Brasil em várias épocas. A plataforma está no ar desde novembro de 2019 no endereço viajantes.bbm.usp.br, quando foram lançados sete viajantes. O lançamento dos dez novos viajantes mais do que dobra o conteúdo mas, além da quantidade de informações, houve a preocupação em ampliar também a diversidade temática, cronológica e cultural de olhares e experiências.  

Esta segunda fase do projeto foi coordenada por Alexandre Moreli, vice-diretor da BBM e professor do Instituto de Relações Internacionais (IRI) da USP, e por João Cardoso, curador do acervo da BBM. O trabalho de georreferenciamento das viagens ficou a cargo do geógrafo Ian Rebelo Chaves. “Relatos de viagens, mais do que pertencer a um gênero literário, podem ser testemunhos das transformações por que passam espaços naturais e tempos humanos. As novas obras adicionadas ao Atlas intensificam essa experiência nos usuários que por ele navegam, que passam a conhecer como diferentes sociedades ocuparam, viveram, transformaram e imaginaram diversos cantos do Brasil”, exalta o professor Alexandre Moreli. 

Imagem apresentada no Atlas dos Viajantes no Brasil

Imagem apresentada no Atlas dos Viajantes no Brasil

Quase todo o território brasileiro foi contemplado: da viagem do naturalista francês Auguste de Saint-Hilaire (1779-1853) pelo sul, passando pelas expedições do etnólogo alemão Karl von den Steinen (1855-1929) às regiões centro-oeste e norte e pelas visitas ao interior do nordeste que fez o naturalista britânico George Gardner (1810-1849). 

Do ponto de vista cronológico, as rotas se estendem do final do século XVI, com a viagem do jesuíta Fernão Cardim (c. 1549-1625), até a década de 1920, com as célebres viagens do turista aprendiz Mário de Andrade (1893-1945). 

O Atlas se enriquece ainda com as viagens da naturalista e etnóloga Teresa da Baviera (1850-1925), do engenheiro de origem afro-brasileira Teodoro Sampaio (1855-1937), do político e naturalista estadunidense Theodore Roosevelt (1858-1919), que veio ao Brasil depois de ocupar a presidência dos EUA, do militar português Luís D’Alincourt (1787-1839) e do fazendeiro britânico Henry Koster (1793-1820). Somados aos viajantes que já estão na plataforma, o projeto inovador  torna-se um verdadeiro caleidoscópio de tempos, espaços e pontos de vista. 

O curador João Cardoso ressalta que as novidades não devem parar. “A partir do lançamento da segunda fase do Atlas, haverá um esforço para buscar novas parcerias a fim de prosseguir com a ampliação e o aprimoramento do projeto.”

“Para além de uma ferramenta interativa de consulta, trata-se de um projeto de divulgação ao grande público em contínuo processo de expansão e desenvolvimento. Dando nova vida ao precioso acervo da BBM, ele continuará assimilando ainda outras obras no futuro”, completa Moreli ressaltando a importância do trabalho. 

No dia do lançamento, às 14h, será promovida uma mesa redonda a respeito do assunto. Participam a professora Iris Kantor, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP; o curador João Cardoso e o geógrafo Ian Rebelo Chaves, com mediação do professor Alexandre Moreli. O evento é gratuito, sem necessidade de inscrições e será transmitido ao vivo pelo canal da BBM no YouTube: BibliotecaBrasilianaGuitaeJoséMindlin

Serviço:

Atlas dos viajantes no Brasil
Lançamento da segunda fase, com 10 novos viajantes

https://viajantes.bbm.usp.br/

Mesa de abertura:

Quando | 29 de junho de 2021 às 14h
Onde | Canal da BBM no YouTube

https://www.youtube.com/c/BibliotecaBrasilianaGuitaeJoséMindlin/.

Atlas dos viajantes no Brasil
        
    Não há Comentários :(
     
    Atenção! Não escreva dúvidas ou perguntas. Utilize o canal específico Fale Conosco.