• A+
  • A-
Fechar
Casa de Dona Yayá passa a receber o público também aos domingos

Casa de Dona Yayá passa a receber o público também aos domingos

Centro de Preservação Cultural - 21/07/2022

Novidade do segundo semestre no CPC-USP, a partir de agosto o público poderá visitar a Casa de Dona Yayá aos domingos e aproveitar diversas atividades gratuitas

 

A Casa de Dona Yayá, imóvel histórico tombado localizado na Bela Vista, que funciona como sede do Centro de Preservação Cultural (CPC) da USP, ampliou seu horário de atendimento ao público e estará aberto todos os domingos, das 10 às 13h, promovendo diversas atividades gratuitas.

Em agosto, as novidades são as aulas de yoga e o clube de leitura. Neste mês, também acontece a Jornada do Patrimônio, quando os visitantes poderão fazer visitas mediadas à Exposição Yayá: cotidiano, feminismo, doença, riqueza, e ainda assistir apresentações musicais com o CoralUSP Dona Yayá e o Sarau Modernista.

Foto: CoralUSP Dona Yayá na Jornada do Patrimônio de 2019. Acervo CPC, 2019.

CoralUSP Dona Yayá em evento na Jornada do Patrimônio de 2019. Foto: Acervo CPC.

 

Durante a semana as visitas à Casa de Dona Yayá, bem cultural da Universidade, tombada como patrimônio histórico da Cidade e do Estado de São Paulo, também terão novo horário, de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h, e de 10h às 20h às quartas-feiras. Visitas em grupo podem ser agendadas por meio de  formulário no site do CPC-USP.

Yoga

Foto: Hatha Yoga com a instrutora Bruna Gabriela Elias. Divulgação, 2022.

Mensalmente haverá sessões de Hatha Yoga com a instrutora Bruna Gabriela Elias. Foto: Divulgação.

Partindo do princípio de que a saúde física é importante para o equilíbrio mental, quem procura saúde e bem-estar vai gostar das aulas de Hatha Yoga, que acontecerão uma vez por mês, às 11h.

O projeto Movimento e Saúde Mental foi elaborado a partir da história da própria Dona Yayá e da Casa enquanto bem cultural e lugar de memória. A instrutora Bruna Gabriela Elias vai propor práticas corporais, respiratórias e meditativas que contribuem para o relaxamento físico e mental e melhoram a concentração. As aulas serão abertas a participantes de todas as idades, mesmo que sejam a iniciantes, sem restrições. É só vir com roupas confortáveis e trazer um tapetinho.

Encontros de Leitura

Outra novidade são os Encontros de Leitura, também mensais. Cada encontro terá como tema um livro divulgado anteriormente, sobre o qual os participantes poderão trocar ideias, vivências e percepções.

Os clubes de leitura têm se multiplicado nos últimos anos, motivados pelo poder milenar da reunião das pessoas ao redor das histórias e fabulações. A literatura se torna uma ponte para a expansão de nosso próprio mundo ao fazer da palavra a matéria para a preservação das nossas memórias.

Para este semestre os livros escolhidos são de autoras mulheres e refletem o universo feminino. O livro que será tema do primeiro encontro, no dia 28 de agosto, é Olhos d’Água, de Conceição Evaristo, que reúne contos a vida da população afro-brasileira abordando, sem meias palavras, a pobreza e a violência urbana.

Os outros livros são A Cachorra, de Pilar Quintana, colombiana; A casa mágica, de Stella Maris Rezende; e Cidadã de segunda classe, da escritora nigeriana Buchi Emecheta, que serão discutidos nos encontros do próximos meses.

Jornada do Patrimônio

Nos dias 20 e 21 de agosto a Jornada do Patrimônio, evento promovido pelo Departamento de Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultura (PDH/SMC), volta ser presencial, depois duas edições virtuais durante as restrições impostas pela pandamia de covid-19.

Em sua oitava edição, com o tema “Tão perto, tão longe”, a Jornada do Patrimônio tem por objetivo dar visibilidade ao patrimônio cultural material e imaterial da cidade de Sãio Paulo. O CPC-USP participa na categorias Imóveis Históricos, com visitação à Casa de Dona Yayá e com a mesa-redonda Memória e feminismo, que terá a presença da ativista Amelinha Teles e da pesquisadora Geny Guimarães (UFRRJ).

Completam a programação uma apresentação musical com o CoralUSP Grupo Dona Yayá e o Sarau Modernista, com o grupo Ô de Casa.

Sobre o CPC

Centro de Preservação Cultural (CPC) foi criado em 2002 como órgão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da Universidade de São Paulo. Herdou da antiga Comissão do Patrimônio Cultural, criada em 1986, o papel de promover ações e reflexões sobre a preservação do patrimônio cultural da Universidade, incluindo seus monumentos, acervos e memórias. É de sua responsabilidade a formulação de diretrizes e políticas de preservação do patrimônio universitário,o inventário dos bens culturais da USP, fomentando e desenvolvendo programas de valorização e documentação a seu respeito e assessorando processos de restauração, intervenção, incorporação e alienação dos mesmos.

PROGRAMAÇÃO AGOSTO 2022

Domingo na Yayá

7/8 | 11h-12h | Movimento e saúde mental: Hatha Yoga

14/8 | 10h-13h | Exposição Yayá: cotidiano, feminismo, doença, riqueza

28/8 | 11h-12h30 | Encontros de leitura: roda conversa sobre o livro Olhos d’água, de Conceição Evaristo

Jornada do Patrimônio

sábado 20/8  10h às 17h

10h30-11h30 | Exposição Yayá: cotidiano, feminismo, doença, riqueza – Visita mediada

14h30 às 16h | Ciclo Yayá:  Mesa-redonda Memória, patrimônio e feminismo

16h às 17h | CoralUSP Dona Yayá:  “AGORA! – Vozes recentes de São Paulo”

domingo 21/8 10h às 17h

11h-12h | Sarau modernista

14-15h | Exposição Yayá: cotidiano, feminismo, doença, riqueza – Visita mediada

Serviço

Onde | CPC-USP/CASA DE DONA YAYÁ

Rua Major Diogo, 353 – São Paulo

Quando | segunda a sexta-feira, das 10h às 18h, quartas-feiras até às 20h

domingos, das 10h às 13h

Quanto | Gratuito

* obrigatório o uso de máscara e apresentação de comprovante de vacina contra a covid-19

 

 

Casa de Dona Yayá passa a receber o público também aos domingos
        
    Não há Comentários :(
     
    Atenção! Não escreva dúvidas ou perguntas. Utilize o canal específico Fale Conosco.