• A+
  • A-
Fechar
Coral da USP espalha suas vozes por diversos bairros de São Paulo

Coral da USP espalha suas vozes por diversos bairros de São Paulo

Comunicação - PRCEU - 29/08/2022

Grupos corais realizam 35 apresentações pela capital paulista, além das 8 datas que marcam o 13º Festival Coralusp

Por Tiago Cesquim
29/8/2022 9h30

 

Salas de concerto, centros culturais, escolas e igrejas estão no roteiro dos grupos do Coral Universidade de São Paulo (Coralusp) em apresentações gratuitas. Com início em 2 de setembro, a temporada passa por 11 endereços da capital paulista que irão receber mais de 15 grupos até 11 de dezembro. Em setembro, acontece o 13º Festival Coralusp, que recebe diversos coros convidados no Anfiteatro Camargo Guarnieri para um grande evento com 7 dias de duração.

As apresentações são bastante ecléticas, incluindo o repertório tradicional da música coral europeia, composto desde o século XI até o XX, músicas do cancioneiro popular brasileiro e internacional, obras sacras e composições originais, distribuídos entre os 15 grupos que compõem o Coralusp, órgão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) da USP.

 

 

Na programação, o público poderá apreciar arranjos vocais de clássicos do rock, jazz e blues, releituras de obras brasileiras, trilhas sonoras de filmes e uma viagem musical por diferentes países, épocas e estilos (confira abaixo a programação completa). Além das obras originais, arranjos para coro de canções de Vinícius de Moraes, João Bosco, Paulinho da Viola, Gilberto Gil, Beatles, Raul Seixas, Tim Maia e Emicida, dentre muitos outros, compõem o imenso mosaico de opções que o Coralusp entoa pela cidade de São Paulo.

A diretora do Coralusp, Marcia Hentschel, conta que os cantores estão empolgados com as apresentações dos próximos meses. “Foram anos difíceis esses últimos, fizemos trabalhos lindos, mas só no online. Agora chegou o momento de mostrar o que estamos ensaiando. Chegou a hora de sermos aplaudidos, e isso é muito importante para o artista, sentir o reconhecimento”, explica.

“Levamos o Coralusp para praças, teatros, hospitais, periferia e centro da cidade, enfim, onde puder nós estaremos levando nosso canto”, conta Hentschel. Para ela, o Coralusp cumpre assim sua missão: “Nós fazemos exatamente isso, não só a cultura mas a extensão universitária. O Coralusp foi feito pra isso, levar o canto para todos os cantos. E ele agrada um público imenso, desde crianças, senhores, senhoras, alunos, alunas, porque nós somos 15 grupos e temos uma diversidade enorme de repertório”.

O grupo Azul comemora 25 anos revivendo algumas das obras mais significativas em sua trajetória, e o Sestina apresenta a obra de Martín Palmeri, composta em 1965, “Misa a Buenos Aires – Misatango”, que une as vozes a um bandoneón solista.

Já o  grupo Feminino, priorizou para esse um programa formado por peças compostas por mulheres, que falem sobre mulheres, ou que tenham sido marcadas pela interpretação de uma mulher. Enquanto o 12 em Ponto homenageia músicos que completam 80 anos em 2022, o XI de Agosto dedica a temporada a Milton Nascimento e Elis Regina.

Unidos em torno de um projeto, os coros Lapa e Dona Yayá trazem ao público AGORA! – Vozes recentes de São Paulo, cujo recorte é a produção de arranjos para canções de música popular produzidas recentemente na cidade. O Sul Fiato dedica-se a trilhas sonoras, incluindo a eterna “What a Wonderful World”, interpretada por Louis Armstrong no filme “Bom-dia Vietnan”.

Compositores consagrados como Johannes Brahms, Sergei Rachmaninoff, Tom Jobim e George Gershwin serão interpretados pelo Todo Canto ao passo que o Zimana irá abordar músicas desde a Renascença e o Barroco ocidental até o folclore venezuelano e uma obra coletiva do próprio grupo.

O programa De corpo e alma é a proposta do grupo Jupará, com ênfase na música coral antiga, enquanto o Andante dedica-se a percorrer a história da música coral.

Eduardo Fernandes, diretor artístico do Coralusp, comenta que a pluralidade de estilos talvez seja sua maior riqueza. “Os grupos do Coralusp são muito ecléticos também por sermos um retrato da nossa sociedade, que também é multifacetada e plural”, pondera.

Ao todo, o Coralusp, possui 15 grupos artísticos coordenados por regentes titulares próprios, trabalhando temáticas e repertórios característicos a cada grupo. A cada semestre é feita a seleção de cantores, que passam então a receber aulas de técnicas vocais e preparam o espetáculo do período. Para participar, não é necessário ter vínculo com a Universidade e nem experiência na área musical. As inscrições são gratuitas e os grupos ensaiam em diversos bairros da cidade como Bela Vista, Butantã, Centro e Lapa. Conheça as características de cada grupo neste link e veja as playlists no Canal do Youtube do Coralusp.

 

 

 Serviço

Coral Universidade de São Paulo

Programação Coralusp – setembro a dezembro de 2022

Quando | De 2 de setembro a 11 de dezembro

Confira aqui a programação completa

 

Programação Coralusp - setembro a dezembro de 2022
  • 2/set/2022 até 11/dez/2022
  • Classificação: Livre
        
    Não há Comentários :(
     
    Atenção! Não escreva dúvidas ou perguntas. Utilize o canal específico Fale Conosco.