• A+
  • A-
Fechar
Seminário internacional reflete sobre a direita radical

Seminário internacional reflete sobre a direita radical

Comunicação - PRCEU - 10/08/2023

prNos dias 30, 31 de agosto e 1º de setembro, o Centro MariAntonia sedia o Seminário internacional “Direita radical em debate”, em parceria com o Monitor do Debate Político no Meio Digital da Escola de Artes, Ciências Humanas (EACH) da USP, com entrada gratuita.

O seminário “Direita Radical em Debate” tem como objetivo reunir pesquisadores ligados a programas e grupos de pesquisa que vem se debruçando sobre o tema a partir de diferentes abordagens e metodologias no campo das ciências sociais. Ele contará com uma conferência internacional, dois debates e dois paineis de pesquisa.

A inscrição é feita neste link – https://forms.gle/KRmNbdjM2wgZ1Yk19

Confira a programação:

Quarta-feira, 30 de agosto às 16h30
Apresentação do seminário

Das 17 às 19 horas
Conferência de abertura “The Far Right Today: Brazil in Comparative Perspective” com Cas Mudde (em inglês com tradução sequencial para o português)
Apresentação + rodada de perguntas

Quem é Cas Muddle
Cientista político holandês, é um dos maiores especialistas em extremismo político e populismo na Europa e nos Estados Unidos. É professor associado na Escola de Assuntos Públicos e Internacionais da Universidade da Geórgia e professor adjunto no Centro de Investigação sobre Extremismo (C-REX) da Universidade de Oslo. Autor de diversos livros sobre o tema, dentre os mais recentes publicados no Brasil estão A Extrema direita hoje (EdUERJ, 2022 ) e O Regresso da Ultradireita – Da Direita Radical à Direita Extremista” (Editorial Presença, 2020).

Quinta-feira, 31 de agosto

Das 10 às 12h30
Painel: Ascensão da direita radical
Masculinismo e extrema direita no Brasil sob a perspectiva das Ciências Sociais
Bruna Camilo | doutora pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais

Brasil Paralelo e a nova extrema direita brasileira (1990 – 2023)
Mayara Balestro | pesquisadora do Laboratório de História Política e Social (LAHPS) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Do Bolsonaro zuero ao Bolsonaro presidente: a contracultura politicamente incorreta que massificou ideias conservadoras
Luiza Foltran | pesquisadora do Monitor do Debate Político no Meio Digital da Escola de Artes, Ciências Humanas (EACH) da USP

Das 14h30 às 17 horas

Mesa: Populismo? Fascismo? Autoritarismo?
Na última década, em diferentes países, forças políticas tradicionais estão perdendo espaço para novas forças da direita que propõem uma transformação social radical. Ideias conservadoras, tradicionalistas e críticas à democracia liberal estão ganhando cada vez mais espaço no debate político. Formas de mobilização antes associadas com a esquerda estão rapidamente entrando para o repertório desta nova direita que combina a mobilização de rua com expressivos resultados eleitorais. Alguns autores têm interpretado este processo como a ascensão de uma nova onda populista de direita e, outros, como um ressurgimento do fascismo. É possível propor um conceito único que abarque essas múltiplas experiências internacionais? Como categorias clássicas —como fascismo, autoritarismo e populismo —contribuem para caracterizá-las? Ou será que categorias tradicionais dificultam o entendimento dos traços novos destes fenômenos políticos contemporâneos?

Expositores:
André Singer | professor do Departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP
Camila Rocha | pesquisadora do CEBRAP
Rodrigo Nunes | professor da University of Essex

Sexta-feira, 1º de setembro

Das 10 às 12h30
Painel: Raízes e consequências da direita radical

Como a extrema direita usa o direito contra a democracia
Contado Hubner Mendes | professor da Faculdade de Direito (FD) da USP

A colonização do judaísmo pelo bolsonarismo: estratégias da nova extrema direita brasileira
Michel Gherman | Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

A extrema direita faz agitprop: estética de combate e o mito de mil faces
Pedro Arantes | Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

Das 14h30 às 17 horas

Mesa: Por que agora?
Nos últimos anos, em países muito diferentes como os Estados Unidos, o Brasil, as Filipinas, a Índia, a Turquia, a Hungria e a Itália assistimos vitórias eleitorais de projetos políticos com inclinação autoritária apoiados em discursos contra as velhas elites políticas e culturais. Sua emergência mais ou menos simultânea não parece casual. Algumas análises têm enfatizado o papel estruturante da crise econômica de 2008 ou os ressentimentos gerados pelos efeitos da globalização econômica. Outras análises chamam a atenção para o papel cada vez mais central das mídias sociais que aboliram os intermediários e promoveram conteúdos indignantes e incendiários. Há ainda os que ressaltam a emergência de novas mobilizações sociais que têm dado voz a grupos conservadores e antissistema. Afinal de contas, por que agora?

Expositores:
Eduardo Costa Pinto | professor do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Guilherme Casarões | professor da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV EAESP)
Leticia Cesarino | professora do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Serviço

Seminário internacional “Direita radical em debate”

Inscrições | https://forms.gle/KRmNbdjM2wgZ1Yk19

Onde | Centro MariAntonia da USP – edifício Rui Barbosa

Rua Maria Antônia, 294, Vila Buarque – São Paulo – próximo a estação Higienópolis do metrô

Quando | 30 de agosto a 1º de setembro de 2023

Quanto | Grátis

 

Seminário internacional reflete sobre a direita radical
    • Quarta
    • Das 16:30 às 19:00
    • Quinta e Sexta
    • Das 10:00 às 17:00
Não há Comentários :(
Atenção!!! Não escreva dúvidas ou perguntas. Utilize o canal específico Fale Conosco.