Debates e maratona noturna integram mostra Doces Vampiros do Cinusp

O vampiro é um ser que borra a fronteira entre vida e morte, inquietação básica da humanidade, transgredindo as leis da natureza. Assim, ele sobrevive ao tempo, reinventando-se no cinema e revigorando o interesse do público

De 2 de abril a 4 de maio, o CINUSP realiza a mostra Doces Vampiros, apresentando 30 filmes com grande variedade de gêneros e abordagens. A entrada é gratuita e não é preciso ter vínculo com a universidade para assistir as sessões, que acontecem de segunda a sexta-feira, às 16 e às 19h. Na sexta, 13 de abril, o público poderá aproveitar a maratona noturna com sete filmes da sequencia de Drácula.  

Muitas informações dispersas a respeito dessa criatura foram reunidas no romance seminal de Bram Stoker, Drácula, que condensou para o Ocidente os mitos e histórias do vampirismo que circulam desde a Idade Média. A obra completou 120 anos em 2017 e ainda hoje rende inúmeras adaptações cinematográficas e inspira narrativas ao redor do mundo. Em Drácula de Bram Stoker (1992), considerada a versão mais fiel ao romance, ocorre uma humanização do vampiro, personagem complexo e também sujeito às paixões humanas.

Com o apagar das luzes, a curadoria bebe da diversidade dessas figuras da noite: de pútridas e fétidas, ao aristocrático e poderoso, passando por jovens lésbicas e vampiros negros e asiáticos. Entre as obras selecionadas há títulos como Nosferatu (1922), clássico fruto do expressionismo alemão; Sangue para Drácula, produzido por Andy Warhol e dirigido por Paul Morrisey, que inverte a lógica do vampiro predador de vulneráveis, mostrando um Drácula decrépito ante jovens sexualmente liberadas; além de Crepúsculo, que marcou pela guinada fortemente engajada e bem sucedida de aproximar o vampiro do universo teen.

A mostra ainda conta com dois debates: no dia 5 de abril, a representação do vampiro no cinema será debatida com Leandro Cesar Caraça, mestre pela UNICAMP e pesquisador da história do cinema de horror. No dia 17 de abril, o cinema de horror asiático e a figura do vampiro será debatido com Cláudio Augusto Ferreira, doutorando da ECA-USP e pesquisador de cinema sobrenatural japonês.

E para aproveitar a madrugada, no noitão de sexta-feira 13 , que acontece gratuitamente das 19h de sexta-feira às 5h do sábado, serão exibidos os sete primeiros filmes da clássica sequência de Drácula da Hammer Films, produtora célebre de filmes de horror entre os anos de 1955 e 1979, com Christopher Lee no papel do conde e Peter Cushing como Van Helsing.

Mais informações sobre a mostra e os filmes selecionados estão disponíveis no site e nas redes sociais do CINUSP: facebook, twitter e instagram.

Serviço

Mostra Doces Vampiros

Onde | Cinema da USP – CINUSP Paulo Emílio
Rua do Anfiteatro, 181 (Colméias – Favo 4), Cidade Universitária, São Paulo.
Quando | De 02 de abril a 04 de maio de 2018 –
Segunda a sexta, às 16 e 19h. Dia 13 tem maratona noturna com sete filmes da clássica sequência de Drácula.
Quanto | Gratuito e aberto ao público externo.

Por CINUSP Paulo Emílio

Doces Vampiros
  • CINUSP - Paulo Emílio
    • Rua do Anfiteatro, 181, Colmeia - Favo 4
    • São Paulo - SP
    • www.usp.br/cinusp
    • obs: Gratuito. Sessões 16 e 19h.

Notícias relacionadas