Oficina gratuita no Teatro da USP examina o uso teatral e performático da luz

O Teatro da USP (TUSP) abre inscrições para o workshop gratuito Dramaturgia da Luz que será ministrado pela diretora de cena, light designer e artista visual gaúcha Claudia de Bem nos dias 6, 7 e 8 de outubro (sexta, das 18h-22h; sábado e domingo, das 10h-13h e das 14h-18h).

Para participar os interessados devem enviar carta-interesse e breve currículo (máx. 10 linhas cada) para o e-mail tuspline@usp.br, impreterivelmente até 01 de outubro. A relação dos selecionados será divulgada no site e no facebook do TUSP.

O workshop se propõe a examinar a luz como potência desencadeadora de processos criativos no território expandido do teatro, lidando com as esferas de visualidade, teatralidade e performatividade. A intenção é mostrar como a luz, como elemento de composição da obra de arte, pode ser uma poderosa e inspiradora ferramenta para ampliar as possibilidades de criação de sentidos e a plasticidade da cena, alargando a concepção do autor/encenador/criador.

Light designer, diretora de cena e artista visual, Claudia de Bem é natural em Porto Alegre (RS) e reside atualmente em São Paulo. Sua experiência inclui dez premiações nacionais na área de design cênico. Em 2015, participou da equipe da representação brasileira para a Seção dos Países e Regiões da Quadrienal de Praga (Espaço e Design da Performance). Desde 2006 se dedica à pesquisa sobre luz e percepção, e desenvolve projetos nas áreas de teatro, cinema, música, artes visuais e design de interiores. Membro honorário da APCEN (Associação Portuguesa de Cenografia), mestre em artes cênicas e especialista em iluminação e design de interiores, é hoje doutoranda no CAC-ECA-USP.

Conteúdos:

  • Luz – Do visível ao Invisível. Natureza da luz , principais fenômenos físicos, características e propriedades.
  • Luz e cor – Cor luz e cor pigmento. Alquimia da luz nos materiais. A importância e interferência da luz na matéria e de que maneira se manifesta e sua interferência na composição da imagem, do espaço cênico, da indumentária. ( teórico e prático).
  • Luz e percepção – A luz como uma experiência perceptiva. Identificar o que vemos e o que queremos ver. Como fragmentar nossos espaços conferindo a eles expressões, sensações e vivências. Processo Criativo e suas etapas.
  • Luz como linguagem – Uma breve abordagem da luz como linguagem e seu potencial dramatúrgico. A luz como um elemento condutor da linguagem.
  • Luz e Iluminação – “O ato de iluminar é muito mais que a simples ação de acender uma luz”. Noções da técnica de iluminação e aparatos cênicos. Aplicações , conceitos e desenho de luz( teórico e prático). O que é a luz? Como vamos iluminar? Que fatores importantes devem ser levados em consideração para a criação de um projeto de luz para a cena? Qual a fonte e direção que devemos usar? Espaço cênico ,equipamentos específicos e suas adequações.

(Crédito da imagem: Ronda do Lobo, espetáculo, 2011. Com Marcelo Adams e Gisele Cechinni. Fotografia: Claudio Etges)

Por Teatro da Universidade de São Paulo

Oficina: Dramaturgia da Luz, com Claudia de Bem
  • TUSP
    • R. Maria Antonia, 294
    • Sao Paulo - SP
    • tel: 1131235222
    • tel: 1131235222
    • e-mail: tuspmkt@usp.br
    • obs: sex., 18-22h; sáb/dom, 10h-13h e 14h-18h