• A+
  • A-
Fechar

Conjuntura do país é discutida em espetáculos e debates no Teatro da USP

Teatro da Universidade de São Paulo - 28/08/2019

A ocupação conjunta No Calor da Hora traz espetáculos, debates e filmes sobre a recente conjuntura do país ao Teatro da USP

O que fazer em tempos de crise, de recrudescimento da história, de violência generalizada? Para pensar essa questão, o histórico prédio da Rua Maria Antônia – que sedia o Teatro da USP (TUSP) e o Centro Universitário Maria Antônia (Ceuma) da USP  – recebe a ocupação conjunta No Calor da Hora com espetáculos e debates, entre os dias 29 de agosto e 15 de setembro. Os ingressos para os espetáculos custam R$ 20 ou R$ 10 (meia-entrada) e os demais eventos são gratuitos.

Na ocupação, dois jovens coletivos de teatro – o Comitê Escondido Johann Fatzer e a Formação 18 de Teatro – se juntam para apresentar temporadas das peças Terra Tu Pátria Impasse, ou isso não é uma peça é um Golpe!, e ao mesmo co-organizam uma agenda de atividades paralelas com debates, exibições de filmes e intervenções.

O resultado é uma ocupação cheia de indagações acerca da recente conjuntura do país: Em que tempos vivemos? Que “democracia” é essa? Que meios ainda existem para lutar e resistir?

Espetáculo Terra Tu Pátria
Comitê Escondido Johann Fatzer | quintas e sábados, 20h, e domingos, 17h | 80 min.

Em Terra Tu Pátria, o Comitê Escondido Johann Fatzer age sobre documentos da história recente do Brasil. O espetáculo ressoa gritos acumulados ao longo dos últimos anos. Olha para esses documentos como quem olha para as ruínas de um tempo perdido, e se permite imaginar um outro futuro possível. A falência do mundo institucional e politico brasileiro é aqui matéria para a criação de uma peça – ou um delírio coletivo – ante a realidade que ora se apresenta.

Atuação Danilo Arrabal, Giovanna Monteiro, Julia Pedreira, Maíra Do Nascimento e Rafael de Sousa | Direção Vicente Antunes Ramos | Dramaturgia Julia Pedreira | Cenografia Ana Tranchesi | Iluminação Matheus Brant | Composição Paulo Sampaio e Pedro Canales | Projeção Ilê Sartuzi | Produção Corpo Rastreado

Temporada: Impasse, ou Isso não é uma Peça, é um Golpe!
Formação 18 | sextas e domingos, 20h; sábados, 17h | 130 min.

A partir de uma reflexão sobre a recente conjuntura  política do país e com inspirações no filme Terra em Transe (1967) do cineasta Glauber Rocha, a Formação 18, coletivo oriundo da Escola Livre de Teatro de Santo André, convida o espectador a participar de uma intervenção cênica-itinerante em que fragmentação e contraposição de narrativas dão a tônica ao debate proposto.

Coordenação Cris Rocha | Elenco André Vidal, Dani Fontana, Grasi Gontijo, Jefferson Silverio, Jennifer Souza, Joy Catharina, Julia Pedreira, Marcos Emanoel, Sheila Almeida e Shirley Melo | Textos Alexandre Dal Farra e Turma 18 | Orientação Cris Rocha (atuação); Gisele Calazans (corpo); Rodrigo Mercadante (música); Alexandre Dal Farra (dramaturgia); Julio Dojcsar (cenografia) | Assistência geral Lindsay Castro | Figurino Thaís Dias | Figurino Elza Dias | Iluminação e operação de luz Felipe Stucchi | Assistência de iluminação Jonatha Ferreira | Máscara Porco Zé Valdir | Produção Marcos Emanoel

Mesas

29.08, 17h30 |  Mesa 1 |

Os mais recentes projetos de crise: política institucional brasileira atual | com o filósofo e professor Paulo Arantes; o historiador e professor Lincoln Secco; e o  dramaturgo Alexandre dal Farra.

30.08, 17h30 | Mesa 2 |

O permanente estado de exceção em tempos de dita democracia | com Débora Silva, fundadora e coordenadora do movimento Mães de Maio, movimento independente de mães em combate aos crimes do estado; Rose Nogueira, jornalista, militante e presidenta do grupo Tortura Nunca Mais, grupo de apoio a torturados políticos, familiares de mortos ou desaparecidos durante o período de ditadura civil-militar no país) e outros convidados.

04.09, 17h30 |

Sessão comentada de Terra em Transe , de Glauber Rocha (1967).

05.09, 17h30 |  Mesa 3 |

O Estado e a sofisticação dos mecanismos de repressão | Camila Marques, advogada e coordenadora do Centro de Referência Legal em Liberdade de Expressão e Acesso à Informação da Artigo 19 (ONG de direitos humanos que atua na defesa e promoção dos direitos a liberdade de expressão e da informação); Maria Teresa Cruz, jornalista da Ponte Jornalismo (canal de jornalismo independente e investigativo, voltada para a questão dos direitos humanos no Brasil, que busca contribuir para a consolidação da democracia no país)

06.09, 17h30 | Mesa 4 |

A cidade enquanto espaço de disputa histórica | Carou Oliveira, do projeto História da Disputa, Disputa da História, sobre dinâmicas urbanas e o direito à memória; o Movimento Passe Livre, movimento social autônomo de luta pelo transporte publico e o direito à cidade; e a escritora e educadora amazônida Paloma Franca Amorim.  

12.09, 17h30 | Mesa 5 |

Urgências do tempo, urgências da forma | Janaína Leite (pesquisadora, performer e atriz); Lucienne Guedes (professora da UNICAMP, atriz, dramaturga); Coletiva Ocupação (grupo de teatro, dirigido por Martha Kiss Perrone, formado por estudantes secundaristas que participaram das Ocupações das escolas em 2016); Engenho Teatral (um dos grupos de teatro mais antigos da cidade São Paulo, em atividade desde 1979); e outros convidados.

 

Serviço

NO CALOR DA HORA: OCUPAÇÃO CONJUNTA

Terra Tu Pátria | quintas e sábados, 20h; domingos, 17h | 80 min.
Impasse | sextas e domingos, 20h; sábados, 17h | 130 min.
Mesas e demais eventos, sempre às 17h30
Ingressos | Espetáculos – R$ 20/10 | Os demais eventos são gratuitos.

No Calor da Hora
  • 29/ago/2019 até 15/set/2019
  • Classificação: Livre
    • Centro Universitário Maria Antonia | TUSP
    • R. Maria Antonia, 294
    • São Paulo - SP
    • tel: 11 3123.5222
    • usp.br/tusp
    • e-mail: tuspmkt@usp.br
    • obs: Espetáculos - R$ 20/10 | Os demais eventos são gratuitos.
    • Quinta, Sexta, Sábado e Domingo