Engenharia Elétrica (ênfase em computação) – São Paulo

Descrição do Curso

Os alunos da Engenharia Elétrica (Ênfase em Computação) cursam as disciplinas do Núcleo Básico de Engenharia, comuns a todos os cursos da Escola Politécnica, nos 5 semestres iniciais, contendo cálculo, física, mecânica e computação. Além disso, os 3 primeiros anos são comuns a todas as ênfases do curso de Engenharia Elétrica e incluem as disciplinas básicas de Engenharia, tais como química, desenho e mecânica dos fluidos e as disciplinas da Engenharia Elétrica, tais como eletricidade, eletrônica, energia e controle. A proposta do curso de Engenharia Elétrica (Ênfase em Computação) prevê, a partir do 4º ano, a realização de mais quatro semestres específicos, com dois períodos de estágio em regime parcial. As principais linhas desses cursos são: engenharia de software, sistemas digitais, arquitetura e redes de computadores. O aluno pode realizar Iniciação Científica em um dos diversos grupos de pesquisa da área. No último ano, é realizado um projeto de formatura multidisciplinar. Os alunos do curso têm a oportunidade de participar de programas de intercâmbio e duplo-diploma com instituições de ensino do exterior.

Infraestrutura

Os temas abordados em salas de aula são complementados com aulas em laboratórios, que abrangem a experimentação de hardware digital, desenvolvimentos de projetos de software e aplicações. Os principais laboratórios abordam: Eletricidade, Eletrônica, Programação, Engenharia de Software, Sistemas Digitais, Processadores, Arquitetura e Redes de Computadores. O curso dispõe de moderna biblioteca e coordenação de estágio exclusiva e atuante junto ao mercado de trabalho.

Inserção Profissional

Os engenheiros egressos do curso são reconhecidos no mercado de trabalho por sua competência e capacidade de liderança, resultado de um currículo que alia uma base sólida em engenharia elétrica e de computação, atualização tecnológica, práticas de gestão e empreendedorismo. As oportunidades de trabalho são inúmeras. O engenheiro eletricista (ênfase em computação) possui 100% de empregabilidade ao final do curso, podendo atuar tanto no setor de eletrônica digital como no de engenharia de computação.

Onde estudar?

  • POLI - Escola Politécnica
    integral 188 vagas bacharelado
    Os alunos ingressarão no curso de Engenharia Elétrica e cursarão um ciclo comum da estrutura curricular até o final do 3º ano, no qual farão a opção por uma das habilitações, com base nas notas obtidas nas disciplinas obrigatórias, constantes dessa estrutura, a contar do ano de ingresso do aluno - duração: 10 semestres *vagas para ingressar em Engenharia Elétrica